• Erem Carla

No Dia Internacional da Drag Queen, conheça a arte de Aimée Lumiere

Aimée contou os desafios de ser drag e sobre os projetos da Shantay Brasil

Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira (16), é celebrado o Dia Internacional da Drag Queen e o Ih, Miga! conversou com Aimée Lumiere, residente da Shantay Brasil, grupo conhecido em Salvador (BA) por movimentar a cena drag da cidade.


Para comemorar a data o grupo publicou uma versão do clipe de “Bloody Mary”, sucesso do segundo álbum da cantora Lady Gaga, “Born This Way”, de 2011. As drags Aimée Lumière, Spadina Banks, Gotham Waldorf, Mary Jane Beck, Eva Sattiva, Karmaleoa e Aurora Blanc participam do vídeo.



Em entrevista ao Ih, Miga!, Aimée - que é atriz, apresentadora, cantora, performer e maquiadora e DJ, contou que devido a pandemia, todos os projetos da Shantay foram interrompidos. "A alternativa encontrada foi produzir conteúdo para o Instagram. Começamos lançando videos de comemoração de um ano da Shantay e os que já tínhamos de várias drags da Bahia", explicou.


Foto: Divulgação

Com a publicação dos vídeos, surgiu a ideia de gravar clipes no contexto de isolamento social e cada residente escolher uma música para interpretar. As faixas escolhidas por Aimée foram “Chromatica II” e “911”do novo álbum "Chromatica" da cantora Lady Gaga. "Na madrugada que lançou o álbum eu soube que tinha que fazer o clipe. Dava pra fazer nesse contexto de pandemia, com chroma key e auxilio de poucas pessoas", contou.


Helena Maldita foi a drag responsável pela saia de 2,5m feita com sacos de lixo e todo styling usado por Aimée no vídeo. A direção foi de Peu Sarkis.


Aimée Lumiere também falou dos seus projetos pessoais e da live que faz toda sexta-feira com a também residente da Shantay, Spadina Banks. "Fizemos o primeiro show drag em contexto de pandemia da Bahia e, desde então, não paramos. Temos o Show Inédito que acontece toda sexta-feira e nas segundas-feiras fazemos a Rádio Inédita, onde discutimos várias questões sociopolíticas, raciais e de LGBTfobia", disse.


Quanto a cena artística das drags em Salvador, Aimée lamenta a baixa visibilidade da arte no nordeste. "É muito difícil para nós que somos drags nordestinas, o talento daqui é extremo, para mim a cena daqui é uma das mais vivas e potentes que eu já vi na vida e temos pouquíssima visibilidade", concluiu.


No próximo Show Inédito, que acontece nesta sexta-feira (17), as drags vão receber artistas LGBTQIA+ da Bahia para participar do Festival MPB, que irão mostrar sua arte através de interpretações de grandes nomes da música popular brasileira.

Foto: Mari Luna Femiani

* O Ih, Miga! apresentará histórias e arte das drags baianas em nosso site em uma série feita por Kadu Brandão e Erem Carla.

RECEBA MEUS EMAILS

© por Kadu Brandão. Ih, Miga! - Desde 2016

  • Branca Ícone Spotify
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Spotify
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube