• Da Redação

Luiz Caldas e Olivia Santana rebatem ACM Neto por "inveja e dor de cotovelo" no Réveillon Salvador

Caldas pediu respeito aos artistas baianos; deputada estadual chamou festa de elitista

Foto: Reprodução/Instagram

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), disse em uma coletiva de imprensa na terça-feira (1º) que alguns artistas baianos estavam com inveja dos cantores escalados para o Réveillon de Salvador em 2020. Ivete Sangalo e Gusttavo Lima foram os artistas escolhidos para a festa.


ACM Neto foi questionado por jornalistas, que citaram reclamações feitas por artistas da Bahia, sobre a participação de Gusttavo Lima e o cachê pago ao artista de fora em um momento de pandemia.


"É ‘dor de cotovelo’, o resto é inveja das pessoas que pensam pequeno e torcem contra Salvador. Nós vamos ter o maior Réveillon do Brasil, que vai ser acompanhado no mundo inteiro. Eu repito: façam as contas para ver o quanto isso representa em termos de promoção para cidade, estamos falando de economia", disse ACM Neto que ainda revelou que os cachês serão pagos pela iniciativa privada.


Após a resposta do prefeito, o cantor Luiz Caldas usou as redes sociais para rebater as declarações e taxou como inadmissível a postura do prefeito de Salvador.


"Me deparar com o senhor falando que nós, artistas baianos, somos invejosos e estamos com dor de cotovelo, é inadmissível", iniciou Luiz.



Para Luiz Caldas, faltou respeito aos artistas da Bahia. Ele ainda negou ter inveja e recebeu apoio de outros cantores, como Adelmo Casé e Ricardo Chaves.


"Eu acredito que os artistas respeitam o senhor e o senhor deveria respeitar os artistas. Eu não estou falando aqui de política, estou falando só da forma como se tratar uma classe. A classe musical merece respeito. E só tem respeito dela quem se dá o respeito. Não tenho inveja de ninguém. Deus me deu o dom e o talento para cuidar da minha carreira. Que Deus abençoe o senhor", completou o artista.


Quem também se posicionou através das redes sociais foi a deputada estadual Olívia Santana (PC do B), que disputou a eleição para a prefeitura de Salvador em 2020. Olivia foi a quinta colocada e recebeu mais de 54 mil votos. Para ela, ACM Neto criou "um modelo elitista" para a virada de ano.


“Ivete e Gustavo Lima, que vão receber cachês de 1 milhão, são nomes consagrados, mas não os únicos que merecem atenção e investimentos do poder público. A prefeitura se empenhou em conseguir patrocinadores privados para eles, mas por que não incluiu artistas negros no réveillon da maior cidade negra fora da África?”, perguntou Olívia em seu perfil no Twitter.


A deputada ainda sugeriu outras atrações, como BaianaSystem, Margareth Menezes e o Olodum. "Quem discorda do seu projeto de festa, ACM Neto, é porque não está se vendo no espelho de negação de imagens e talentos que você construiu. Quem discorda não tem inveja ou dor de cotovelo, como você diz de forma rasa e desrespeitosa.", completou a deputada estadual.


RECEBA MEUS EMAILS

© por Kadu Brandão. Ih, Miga! - Desde 2016

  • TikTok
  • Branca Ícone Spotify
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • Branco Facebook Ícone
  • TikTok
  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Spotify
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube