• Klara Argento

Luan Santana estreia o projeto "LUAN CITY" com o single "Abalo Emocional"

Primeira parte do DVD, gravado em patrimônio cultural de São Paulo, traz também as faixas "Me Usa" e "Seu Doutor"





Luan Santana encerrou 2021 com um projeto grandioso, que mais do que um show, era uma imersão em uma nova cidade, “LUAN CITY”. O DVD, gravado na Vila Itororó, patrimônio cultural de SP, no dia 20/12, durou três horas e contou com as participações especiais de Chitãozinho e Xororó, Henrique e Juliano e Luísa Sonza. Para comemorar a estreia do projeto, Luan apresentou, na noite desta quinta-feira (03), o single “Abalo Emocional”, juntamente com as faixas “Me Usa” e “Seu Doutor”, que fecham a primeira parte do DVD, chamada “Avenida Amarildo Santana”. O nome trás o conceito de “LUAN CITY”, que é constituída por locais e caminhos relacionados ao Luan, por isso cada parte ganhará o nome de seus familiares mais próximos, até chegar ao álbum.


Sobre o single “Abalo Emocional”, composição do próprio cantor com Lucas Santos, Matheus Marcolino, Marco Esteves e Breno Casagrande, Luan explica: “´Abalo Emocional´ é uma história muito original, mas que parte de algo que todo mundo passa: nada mais é do que uma confusão na cabeça da pessoa. Ele gosta da vida de farra, de se relacionar com várias pessoas, mas chegou uma baixinha invocada na vida dele, que fez tudo virar de cabeça pra baixo. O cara fica tão confuso, que fica abalado emocionalmente. Ele não sabe se fica ou não, se vai ou não vai, se ela tá ali pra brincar com ele, se ela quer algo sério... ou seja, ´Abalo Emocional´ é uma confusão danada!”. A música, que acaba de ter o seu vídeo disponibilizado nesta sexta-feira (04), traz a energia sertaneja de Luan com suas referências latinas.


Já em “Seu Doutor”, que também tem Luan, Lucas Santos, Marco Esteves e Matheus Marcolino na composição, juntamente de Marcos Breno, uma mulher inventa milhões de desculpas para o seu atual, mas na verdade está com outra pessoa. “Quem tá cantando a canção é essa pessoa com quem ela tem um caso. A letra fala que depois de transar, ela fecha os olhos e o imagina. Ele sabe que depois que ela abre os olhos e vê que não teve amor ali com o atual, liga pra ele, pro ´doutor´ e vai até ele, que ele cuida dela. Então, é uma música um pouco mais apimentada, que fala de um tema mais sexy e eu acho que essa canção vai dar trabalho, viu...”, define o artista.


“Me Usa”, composta por Luan, Rafael Marconi Silveira e Dennis Andrade Toquetão, “é uma canção muito interessante, que tem uma história viral antes dela nascer”, compartilha o cantor. Que continua: “Quando a gente compôs, um vídeo foi parar no Instagram, o povo foi espalhando e viralizou. É uma história um pouco parecida com ´MORENA´, que a gente já conhece, e a ´Me Usa´ já tá no hype, tem muita gente esperando por ela, então tenho certeza que vai fazer barulho”.


Para celebrar o lançamento do novo projeto, Luan foi o anfitrião de uma festa exclusiva no Vila JK, na noite desta quinta-feira (03), com convidados ilustres e um show privado incluindo as músicas inéditas do DVD e a participação de Luisa Sonza.



O DVD “LUAN CITY”


Com direção de Zé Carratu e Gui Dalzotto, produção musical de Lucas Santos, “LUAN CITY” conta com 19 músicas, sendo 16 inéditas. Destaque para “Erro planejado” (com Henrique e Juliano), “Hábito” (com Chitão e Xororó) e “Coração Cigano” (com Luísa Sonza). “MORENA”, que foi destaque em 2021, também faz parte do repertório. O DVD reforça a nova fase de sua carreira, após os 4 singles lançados no ano passado, que já atingem 400 milhões de streams de áudio/vídeo e certificação tripla diamante.


“Eu idealizei o ‘LUAN CITY’ com a concepção de uma grande festa capaz de abraçar as pessoas da plateia como parte do espetáculo. Por isso, produzimos três palcos bem na altura que o público pudesse estar bem perto de mim e vice-versa. Minha ideia é realmente trazer uma nova sonoridade para a minha história. Quero as pessoas envolvidas nesse mundo, nessa cidade que a gente criou para que tudo seja uma grande tribo que vai juntar todos em nome da alegria, da emoção e da energia que envolve o repertório”, explica Luan.


O repertório traz músicas que se debruçam sobre questões de amor, com temáticas que envolvem traição, saudades e perdas, mas não se engane: 95% das composições são norteadas por muita pulsação e energia, prontas para fazerem o público tirar o pé do chão e se entregar em coreografias ao gosto de cada um. Em linhas gerais, as canções têm uma pegada latina, como se fosse a junção do arroxa brasileiro, que se tornou tão popular no sertanejo, com o ritmo da quizomba, da tarraxa, com influências do reggaeton latino. E teve muito romantismo também, em meio a um enredo que trouxe números circenses, interação com maquiagem fluorescente e tatuagem: a ideia foi fazer com que as pessoas entrassem em um outro universo, uma cidade utópica, longe da vida real. E Luan conseguiu! Mais um capítulo de como a música tem de envolver com arte e criatividade. Bem-vindos à “LUAN CITY”!