• Da Redação

"A gente tem que escrever nossa história de novo", diz Majur

No Trace Papo desta semana, a cantora falou sobre representatividade, talento e música


O quadro ‘Trace Papo’, mediado por Alberto Pereira Jr., conta com a presença da cantora e compositora Majur no episódio desta semana que já está disponível no Globoplay e foi ao ar sexta-feira (10), no Multishow.


Mulher trans, negra e baiana, Majur é a nova cara do R&B e da MPB. A cantora estourou em 2019 na internet, após gravar a canção AmarElo ao lado de Emicida e Pabllo Vittar, e hoje conta com mais de 300 mil seguidores nas redes sociais. No começo deste ano, lançou o álbum Ojunifé, palavra em iorubá que significa ‘olhos do amor’, com participações de Luedji Luna e Liniker. Em conversa com Alberto, a artista baiana fala sobre talento, religião, música, representatividade e afeto. A cantora ressalta a importância do seu álbum Ojunifé, que tem como base a representatividade trans e preta. "O disco é um resumo de partes extremamente importantes da minha vida. Primeiro, o processo de me encontrar, que é algo que a gente precisa muito, porque a força vem, exatamente, depois de você se encontrar, de você se perceber e saber quem é o seu corpo. E depois, falar sobre estas vivências que perpassam por diversas outras vidas e que vai se referenciar e fazer conectividade com as outras pessoas. (...) Espero que este disco seja um instrumento de transformação social, que as pessoas possam ser, através dele, elas mesmas", diz.

Com ancestrais indígenas e africanos, Majur ainda destaca a importância de se conectar com suas raízes e entender o seu lugar de origem e sua verdadeira identidade. "Busque saber sobre suas raízes, por mais que você não consiga achar, tente alguma coisa! A gente tem que escrever a nossa história de novo e não deixar que os brancos façam o que querem com ela", destaca.

O programa traz ainda Jojo Todynho no quadro "Fala, Babu!", uma matéria sobre empresas que realizam turismo de experiência, o som do cantor capixaba Fabriccio, Ad Júnior falando sobre filantropia e os lançamentos musicais de MC Taya, Dougie, Hyldon, Cacau Jr, Jecy, Grupo Sempre, MC Tikão com MC Cabelinho e Djonga, Muato com Caio Nunez, Th4i com MC Tha, e Sobs.