• Klara Argento

'A Fazenda 13': 4 motivos para eliminar Erasmo Viana

Ex de Pugliesi tem falas machistas e homofóbicas em rede nacional

Reprodução/Instagram @erasmo

Na quarta-feira (3), aconteceu a formação da sétima roça da A Fazenda. Rico Melquiades, Solange Gomes e Erasmo Viana foram para a berlinda após Marina Ferrari se tornar a fazendeira da semana. Desde que entrou no reality show, Erasmo tem falas polêmicas exibidas em rede nacional. Veja quatro motivos para eliminar o peão nesta quinta-feira (4).


1 Treta com Pugliesi


Tudo começou quando ele resolveu falar do término com a ex-mulher, a musa fitness Gabriela Pugliesi. Erasmo disse que Pugliesi descobriu coisas antigas do relacionamento, como uma participação em despedida de solteiro, e não aprovou. Gabriela Pugliesi usou o seu Instagram para desmentir Erasmo. ’’Mentira. Se teve isso eu tô sabendo só agora. Me traiu três meses antes do nosso casamento, e em todas as vezes que ia para Salvador. Me traiu no natal do ano passado enquanto eu tentava ter filho toda ferrada da cabeça‘’, rebateu Pugliesi.

2 Machismo com Erika Schneider

Depois de ter falado da Pugliesi, foi a vez da Erika Scheider, modelo e ex-bailarina do Faustão, ser o alvo do influenciador. Antes do confinamento eles tiveram um affair que não durou muito tempo. ‘’Nós ficamos, rolou sexo, mas ela é fútil e rasa’’, disparou Erasmo sobre Erika. Após ser eliminada na terceira roça, a modelo explicou que havia colocado um fim na relação pois voltou para o seu ex. Os internautas acharam a atitude do Erasmo machista.





3 Beijo entre mulheres incomoda peão

Ao conversar com Aline Mineiro sobre a relação da ex-panicat com Dayane Mello, ele foi mais uma vez apontado como machista. ‘’Você tem que se controlar quando bebe. Porque quando você tem alguém lá fora, você não pode desrespeitar o seu namorado‘’. A web apontou que Erasmo estava sendo preconceituoso e machista por não gostar de ver duas mulheres se beijando.




4 Erasmo queria atirar em gays com arma de paintball

Em conversa na sala de "A Fazenda", Erasmo foi homofóbico ao falar da rotina de exercícios no Parque Ibirapuera, localizado em São Paulo (SP). “Quem treina lá, como eu corro todo dia de manhã lá, às vezes, vê os papeis melados de bosta no chão e camisinha. Quando você corre dentro do mato, de noite, os caras vão transar lá. Aí, encosta nas árvores, fica transando e, no outro dia, quem vai correr pega a rebarba. Eu falava com os caras, com o Rodrigo, de pegar uma arma de paintball um dia e sair dando pau lá”, revelou. A declaração de Erasmo repercutiu fora do reality e o peão será denunciado pelo ativista Agripino Magalhães.